Registros de Andalucía ~ Córdoba

Arcos no interior da Catedral, antiga Mesquita de Córdoba

"O ornamento do mundo é o famoso epíteto de Córdoba dado por Hroswitha, uma escritora da Saxônia que viveu no século X e que, de seu remoto convento em Gandersheim, foi capaz de perceber as excepcionais qualidades e a importância deste califado. Para ela, como para muitos que tomaram conhecimento da cultura andaluza da Idade Média, de primeira mão ou de longe, o brilho daquele mundo e a luz que lançava ao resto do universo transcendiam as diferenças religiosas." (María Rosa Menocal - O Ornamento do Mundo. p.27)

Dando continuidade aos posts com dicas de algumas cidades da minha querida e amada Andalucía, terra que é berço de duas paixões (flamenco e legado al-Andalus) que fazem parte da minha vida desde que eu tinha 21 anos, a publicação de hoje é para falar sobre Córdoba. A cidade que mora no meu coração e para onde eu viajo sempre que me surge a oportunidade.

Não me canso daquele lugar! Córdoba é mágica. Córdoba é árabe, discreta e ao mesmo tempo rica em charme, beleza e história. Antes de embarcar nessa viagem, lembre-se que eu criei uma playlist para acompanhar as dicas... :)) Ela foi compartilhada no post sobre Sevilla, mas vou publicar aqui novamente. Vamos lá? :))

Viagem Andaluzia by Patricia on Grooveshark

Para visitar Córdoba, sugiro no mínimo 2 dias. Você sairá de lá com um gostinho de quero mais, mas tenho certeza de que ficará encantad@ com o que conhecer! Para aproveitar bem o passeio, sugiro dividir a programação em 2:

~ Uma ida à Medina Azahara (Madinat al-Zahr), que é um complexo arqueológico de uma antiga cidade do século X situada a poucos km de Córdoba, que foi redescoberta há pouco mais de 100 anos e está sendo reconstruída em um ritmo acelerado - é uma visita maravilhosa! Madinat al-Zahr foi construída por Abd-al Rahman III e começou a ser erguida no ano de 936 d.C. Viria a ser destruída e saqueada em 1010 por ocasião da fitna que levaria ao colapso do Califado. Este ataque riscaria a cidade do mapa durante quase um milênio.
~ Passeio a pé pelo centro histórico de Córdoba, que é um lugar deslumbrante!

Sobre o primeiro, a visita é toda organizada com idas em horários específicos e os tíquetes, tanto da visita quanto do ônibus podem ser comprados no site. Reserve pelo menos uma manhã ou uma tarde inteira para essa passeio. E muito espaço na máquina fotográfica, pois você irá tirar fotos sensacionais, especialmente se estiver um dia de sol!

Madinat al-Zahr, um dos passeios que eu mais gosto de fazer em Córdoba
Quanto ao passeio no centro histórico, caso esteja de carro, recomendo deixá-lo à Juderia (antigo bairro judeu, ainda bastante preservado e onde estão quase todos os principais pontos turísticos) e fazer tudo a pé mesmo. :)) A Juderia não é muito grande, mas ela é composta por ruas beeeem estreitas e todas as casas pintadas de branco. E tem muitas ruelas e curvas. Resultado. Dá para ser perder mil vezes lá dentro. Eu, particularmente, não acho ruim, pois aproveito a caminhada, adoro ver os pátios das casas, pois as pessoas deixam as ante-portas abertas para que sejam apreciadas mesmo (Córdoba possui um festival de pátios que ocorre no mês de maio, onde as pessoas cuidam das flores com todo esmero especialmente para essa época do ano).

Córdoba e flores, tudo a ver!!!
Mas para quem não quer correr o risco de perder tempo, é bom chegar na Juderia e ir logo ao centro de atendimento ao turista, que fica em uma das entradas desse bairro, bem perto do Hospital da Cruz Vermelha (situado do lado de fora da muralha) e pegar um mapa. rsrsrs Perto do atendimento ao turista, se não me engano tem um posto policial e um albergue. Eu lembro porque tive minha mochila roubada em Córdoba em 2012, enquanto tomava café da manhã no restaurante do hotel em que fiquei. Aliás, quanto a isso, basta ficar atent@, pois hoje em dia tem ocorrido casos de roubos pela Espanha, e todo mundo voltou a usar aquelas doleiras por dentro da roupa, para guardar o passaporte, cartão etc. É só tomar cuidado. 

Catedral, antiga Mesquita de Córdoba
Bom, voltando à cidade.... :)) O primeiro lugar que eu aconselho visitar é a Catedral - antiga Mesquita, que é deslumbrante e fica bem no meio da juderia, perto do Rio Guadalquivir. A visita deve custar uns 9 euros, eu acho, mas vale a pena! 

Esses arcos são deslumbrantes! Dá para ter uma vaga ideia de como era a Mesquita!
Saindo de lá, você pode atravessar a ponte (5, 7 minutinhos) à pé e ir para a Torre de la Calahorra, que é uma torre romana, onde funciona um museu belíssimo e que vale muito a pena a visita!!! Porém, essa visita do museu deve levar mais de uma hora, então tem que cuidar com o tempo. Mas compensa! :))


O Arcanjo Rafael fica na ponte romana a caminho da Torre de la Calahorra. Ao fundo dá para ver a parte antiga da cidade.
Quem for ao museu, depois pode voltar para a juderia. Eu sugiro uma caminhada até a Sinagoga - é um prédio beeem pequenino, mas ainda com partes originais, do século XI, XII. Ali perto tem dois lugares legais tb: a Casa Andalusí, que é uma pequena casa do século XII, belíssima, e a Casa de Sefarad, que é linda! 

Lubna de Córdoba, uma das mulheres homenageadas na sala dedicada a figuras femininas do al-Andalus, na Casa de Sefarad. 
Fonte no pátio da Casa Andalusí
Ali perto também tem o Zoco que é o antigo mercado da cidade no século XII. É uma praça, beeem pequenina, mas é um charme, tem uns vasinhos de flores em uma pequena escadaria, muito fofo!!

Foto clássica no Zoco :))

Maimonides, próximo à Sinagoga
Não longe dali, ainda na juderia, há a Casa Árabe, cuja sede é em Madrid. O lugar é lindo e às vezes há apresentações de música ou exposições abertas ao público. Vale a pena conferir! São visitas não muito demoradas e valem a pena.

Casa Árabe, um lugar especial!
Se quiserem conhecer o Museu do pintor Julio Romero Torres também é mais ou menos ali perto, já mais próximo à saída das muralhas da juderia. E tem também o Museu Arqueológico que é sensacional, pois está construído sobre os restos arqueológicos de um teatro romano. :)) Mas essa visita demora um pouquinho mais, é muita coisa para ver. :))

Museu Arqueológico. Visita imperdível!
Ah, também é possível ir a um Hamman - que é moda na Espanha. É o antigo Banho Árabe, na verdade, funciona como um spa. As pessoas passam umas horas, tem sauna, massagem, chá.... tudo lindo, chique e meio caro. rsrsrs Mas todo mundo vai porque é relaxante. Na Judería tem um Hamman, mas às vezes dá para pelo menos tomar um chá. :)) Em Granada também tem Banhos Árabes e em Sevilla tb! :)) 

Pausa para o chá em uma teteria árabe 
Córdoba se candidatou à Capital da Cultura 2016. Não sei se deu certo, mas o fato é que houve todo um esforço para melhorar exponencialmente os serviços turísticos na cidade. E, de fato, o lugar ficou muito bem cuidado. Eu sou apaixonada por essa cidade. Este é um dos vídeos promocionais da campanha. Vale a pena assistir!







Registros de Andalucía ~ Sevilla

A ideia deste post surgiu após uma querida amiga perguntar se eu tinha algumas dicas para uma outra amiga que viajará em breve para a Andalucía, região que mora no meu coração e para onde viajo quase que todos os anos desde 1997. Sempre tenho o maior prazer em dar as dicas que eu conheço, embora eu saiba que muitas outras pessoas queridas possuem super dicas para passar também. Como nos últimos meses eu enviei sugestões de passeios e visitas para algumas amigas que por lá andaram, eu fui salvando as recomendações e hoje, na hora em que eu ia encaminhá-las por mensagem, tive a ideia de criar um post aqui no blog. Como este é um blog de registros musicais que eu tenho o hábito de ir guardando e compartilhando, achei que cairia bem incluir uma playlist que poderá ser escutada enquanto as pessoas forem lendo as dicas e passeando pelas páginas aqui indicadas. Espero que gostem!


Ah, antes que eu me esqueça, é possível que esse post sofra atualizações posteriormente. Caso isso aconteça, lembrarei de informar no topo da página a data de sua modificação. :))

Sevilla 

Rio Guadalquivir. Do lado esquerdo, a Torre del Oro. Do lado direito, o bairro de Triana, o mais gitano de Sevilla
Bom, Sevilla é a maior cidade da Andaluzia é tem bastante coisa legal para visitar e conhecer. Tudo vai depender se vocês gostam de bater perna, se vocês tem interesse em lugares históricos, se preferem ir a fundo nas visitas ou se querer passeios mais rápidos. rsrsrs Então, vou começar pelo que é imprescindível na cidade, na minha opinião. O ideal é o viajante ir até o centro histórico da cidade para passear tranquilamente. A melhor forma de fazer isso é a pé. Se a pessoa estiver de carro, uma boa ideia pode ser ir até a Alameda de Hércules e estacionar por ali, para então fazer os passeios a pé. 

Alameda de Hércules, centro de boemia onde muitos artistas flamencos costumavam se apresentar na primeira metade do século XX em Sevilla
A Alameda de Hércules é pertinho da Calle Sierpes (um lugar que vale a pena passear!!!), que é uma rua que cruza com várias outras por onde passam apenas pedestres e existem muitas lojas maravilhosas de tudo que vocês podem imaginar. Um pouco além da Sierpes está o Ayuntamiento. Essa região é uma parte bem antiga de Sevilla conhecida como Antiga Medina, onde ainda é possível se deparar com antiquíssimos detalhes de construções muçulmanas na cidade. Ali, acho que é possível estacionar também, pois já uma praça grande. Mas como só estive de carro ali uma vez, e isso já faz tempo, não me lembro exatamente como fizemos na época. Próximo a Calle Sierpes também é possível ver coisas modernas, como, por exemplo, o Metropol Parasol, que é um mirador recém-construído e que gerou polêmica na época, devido a suas características arrojadas. (http://www.visitasevilla.es/es/lugar-interes/metropol-parasol-las-setas

Metropol Parasol
Seguindo reto, andando um pouco mais, você chega no Bairro de Santa Cruz. Essa região é a mais importante, pois tem o "pacote básico" de Sevilla: Catedral + Real Alcázar. São, na minha opinião, as primeiras coisas a serem visitadas por lá, especialmente se o/a viajante for passar poucos dias na cidade. Primeiro porque os lugares são cheios de história, imensos e sensacionais. Lá perto da Catedral há vários restaurantes, bares, lanchonetes. Muitos com opções veganas/vegetarianas (eu garimpo todas as dicas sempre antes de viajar, pois às vezes aparecem novas sugestões). Quando não há nada específico no cardápio, sempre vale a pena pedir com carinho. Às vezes eles mexem no prato para adaptá-lo. 

La Giralda
É importante ter pique para subir a torre de la Giralda, que fica na Catedral. Pode subir sem medo, pois a vista da cidade lá em cima é maravilhosa. Mas tem que ter fôlego. rsrsrs Vale a pena! :)) A visita ao Real Alcazár é a coisa mais linda em Sevilla, na minha opinião. Tem toda a parte dos edifícios históricos, o jardim que é imenso e maravilhoso... deem uma olhada na programação, pois às vezes há atividades noturnas no Alcázar e vale muito a pena ir. Esse bairro onde está a Catedral e os Alcazár é o de Santa Cruz, super famoso, cheio de ruas lindas, estreitas, com pequenos grandes achados, tanto em termos de comidinhas, lembrancinhas, etc. Vale a pena passar algumas horas passeando e aproveitando o local. 

Real Alcázar de Sevilla
Ali perto tem o Museo del Baile Flamenco, que é um lugar maravilhoso e excelente opção para assistir a algum espetáculo de dança. O lugar não é grande e quase sempre tá cheio. Por isso é bom ir pela manhã e já garantir os ingressos para voltar à noite. Vale a pena. Nessas ruas do Bairro de Santa Cruz também tem um antigo Banho Árabe, que hoje foi transformado em um restaurante meio chique. É lindo, o lugar merece uma visita! Bem próximo tem também o Centro de Interpretación Juderia de Sevilla. É um mimo, vale a pena conhecer. O centro está ligado à Casa de la Memoria, que é um espaço cultural formidável, onde tb é possível ver ótimos shows de flamenco. Agora, os shows passaram para um endereço lá na Sierpes, mas eles informam direitinho. Também é um lugar pequeno, é bom reservar ou comprar as entradas no dia anterior. 

Apresentação no Museo del Baile Flamenco
Saindo do Bairro de Santa Cruz, tem um passeio maravilhoso que dá para fazer, mas toma um tempinho também. Porém, estando de carro, super recomendo. O Parque Maria Luisa é lindo. Dentro do parque tem o Museu de Costumes Populares, que é um encanto!!! E em frente, tem o Museu de Arqueologia, que é formidável! Eu amo aquele lugar! Só pela arquitetura dos edifícios vale a pena o passeio. 

Museo de Artes y Costumbres Populares
Em Sevilla, recomendo também dar um passeio de barco (especialmente se estiver um dia quente) no Rio Guadalquivir. É bem passeio para turista, mas não demora muito, é super refrescante e dá uma visão excelente da cidade como um todo, inclusive algumas instalações novas, como as que foram construídas para a Exposição Mundial de 1992, na chamada Isla de la Cartuja. Dentre as construções antigas, é possível ver a Torro Del Oro, bem à margem do rio, belíssima e imponente. Sem falar que do outro lado está o Bairro de Triana, que é o bairro mais cigano da cidade. Dá para ir a pé ou de carro. Às vezes as pessoas demoram até perceber o aire que possui o bairro de Triana. Para quem ama flamenco, é uma visita emblemática, obrigatória! 

Puente del Alamillo, construída para a Expo 92 
Há nomes de ruas que estamos acostumadas a escutar nas músicas que tanto ouvimos, cantamos ou bailamos. Há lugares históricos, que fizeram parte, tanto da trajetória dos gitanos na Andalucía, como do flamenco em si. Por isso, não deixem de visitar!

Visita ao Bairro de Triana e seus pequenos detalhes
Bom, Sevilla é uma cidade imensa e tem um montão de coisa para visitar! Esses são os passeios que eu mais recomendo, mas certamente minha lista está bem longe de se esgotar. Além do mais, eu sempre suprimo qualquer menção a eventos taurinos por questões ideológicas minhas, assim como o/a leitor/a não irá encontrar praticamente dicas sobre lugares para comer ou saborear pratos tipicamente andaluzes a não ser que sejam dicas vegs. Mas quem me conhece já sabe desse detalhe. :))

Catedral de Sevilla 
Sobre Sevilla, eu gostaria ainda de indicar uma página idealizada por uma amiga formidável que tive a honra de conhecer por lá! A página faz parte de um projeto maior, que inclui ainda um blog e é encabeçado pela querida Elisa Simon. Se há alguém para falar sobre Sevilla com maestria, esse alguém é ela! O melhor passeio que eu fiz por lá foi acompanhado da minha querida amiga! E por isso indico a página De al-Andalus a Sefarad, onde vocês poderão ler as dicas maravilhosas que ela publica, além de que terão a oportunidade de conhecer um pouco da sua paixão por aquela cidade!

Bom, para finalizar, aí vão os links dos lugares que eu mencionei. Essas são as dicas do que eu considero mais importantes. Nos posts seguintes, escreverei sobre Ronda, Granada e Córdoba. Espero que ajude quem estiver pensando em ir pra lá. :}

http://www.alcazarsevilla.org/http://www.catedraldesevilla.es/http://www.museoflamenco.com/
http://casadelamemoria.es/http://www.museosdeandalucia.es/culturaydeporte/museos/MACSE/
http://www.spain.info/pt_BR/conoce/monumentos/sevilla/parque_de_maria_luisa.html
http://www.visitasevilla.es/es/lugar-interes/plaza-del-salvadorhttp://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=iSRhBMtDx6M
Veja também: http://www.comsaltoeasas.blogspot.com.br/


Playlist para um dezembro chuvoso

Dezembro em Brasília é época para exercitar a paciência com tanta chuva, sinal de trânsito em pane, congestionamento e medo de aparecer alguma infiltração na escola... ainda bem que muitas outras coisas legais acontecem para fazer tudo isso parecer uma bobagem! :))

Playlist nova, com um pouco do que tocou por aqui nesses dias de muita água.... :}

  Dezembro 2013 by Patricia on Grooveshark

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails